Para não perder nada: como criar alerta no Google

Deixar um comentário

Depois de escrever sobre diversos temas, o sujeito não sabe quais assuntos abordar para criar conteúdo relevante nos canais digitais da empresa. Soa familiar? A boa notícia é que é possível amenizar a crise de criatividade com o Google Alerts. Continue a leitura e veja como criar alerta no Google para se manter informado e nunca mais enfrentar o apagão criativo.

Por que criar alerta no Google

Se você trabalha com marketing digital e precisa produzir conteúdo de forma regular, deve saber que nem sempre é fácil encontrar um assunto relevante para a empresa e o público-alvo.

Isso acontece principalmente quando o nicho da marca é muito específico – as opções se esgotam rapidamente. É o caso, por exemplo, de companhias com atuação segmentada em pequenas regiões, ou cujo produto não admite muitas variações. Como produzir conteúdo constante para uma padaria de bairro? E para uma empresa fornecedora de motores elétricos? E para uma revendedora de pneus?

como criar alerta no Google
Manter-se atualizado a respeito da sua área de atuação é a principal vantagem oferecida pelo Google Alerts. Foto: iStock, Getty Images

Pois é aí que entram as vantagens do Google Alerts: ele permite que você seja notificado sempre que surgir uma notícia relacionada a um assunto do seu interesse. Dessa forma, você monitora a web e se mantém atualizado a respeito do nicho da sua empresa, garantindo ideias para produzir conteúdo.

Como criar alerta no Google

Para criar um alerta, basta acessar o site https://www.google.com/alerts logado com uma conta do Google. Logo na página inicial, a plataforma oferece opções de alertas de acordo com as suas preferências e o seu histórico de busca.

É possível criar alertas sobre qualquer assunto e configurar a periodicidade e o sistema de notificações que você preferir. Depois de escolher o assunto ou o termo sobre o qual deseja ser alertado, há a possibilidade de definir quatro critérios:

Idioma e região: em qual idioma e de qual país você prefere receber os resultados?

Fontes: você prioriza resultados em formato de notícias, posts de blogs, vídeos, livros ou discussões?

Frequência: é possível escolher entre receber notificações sempre que estiverem disponíveis, no máximo uma vez por dia ou no máximo uma vez por semana.

Quantidade: você deseja ver apenas os melhores resultados ou prefere receber todos eles?

Criado o alerta, é possível definir o horário de entrega e configurar a maneira como ele será enviado para o seu e-mail. Além disso, você pode adicionar novos alertas e excluir antigos sempre que quiser. O serviço é gratuito e não possui limite.

E você, já usou o Google Alerts? Conte sua experiência abaixo e contribua com a troca de ideias. Se as dicas foram úteis, não esqueça de compartilhar o artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas:

Google para pequenas empresas: saiba como utilizar as ferramentas a seu favor

Veja 5 ferramentas do Google para otimizar a gestão de sua empresa

Saiba como o Google Meu Negócio pode melhorar os resultados de sua empresa

Alphabet: Confira três análises sobre as mudanças do Google

Google lança botão de compra fácil para seus anúncios