Primeiros passos online: como montar uma loja virtual de sucesso

Deixar um comentário

Depois de muito refletir a respeito das vantagens e desvantagens, você finalmente decide investir no e-commerce. E agora, como montar uma loja virtual? Por onde começar? Quais são os critérios para ter sucesso nesse ramo?

Quem esclarece as dúvidas e pontua as prioridades para os empresários que estão começando no segmento é a consultora de e-commerce Emma Kane. Continue a leitura e saiba como agir nesse momento.

E-commerce tem crescimento acentuado na América Latina

Quando analisados sob a perspectiva de uma década, os números do comércio eletrônico na América Latina podem surpreender: o volume negociado passou de US$ 1,6 bilhão, em 2003, para US$ 70 bilhões, em 2013, segundo o Instituto Latinoamericano de Comercio Electrónico. Isso significa que as vendas cresceram mais de 4.000% em dez anos.

De acordo com o Relatório Digital, Social & Mobile in 2015, da agência We Are Social, há mais de três bilhões de internautas em todo o mundo. Somente na América Latina, são 630 milhões de pessoas conectadas. Esse número corresponde a aproximadamente 65% da população da região, o que revela o potencial de crescimento do setor.

Além disso, com a crescente confiança nos processos eletrônicos – tanto por parte de quem vende como de quem compra –, e a popularização das plataformas digitais, a tendência é de que as vendas online continuem crescendo.

como montar uma loja virtual
Obter destaque e ser encontrado pelos clientes são alguns dos desafios de quem investe em uma loja virtual. Foto: iStock, Getty Images

Descobrindo como montar uma loja virtual

Esse crescimento acaba, é claro, aumentando a concorrência. Por isso, é preciso buscar formas de se diferenciar para atrair, estimular e fidelizar o consumidor. Para explicar como montar uma loja virtual de forma simplificada, abordamos o assunto em tópicos. Confira:

Programação

Para a consultora de e-commerce Emma Kane, encontrar um bom programador é o primeiro passo para montar uma loja virtual. “Você precisa de alguém – ou, preferencialmente, de uma equipe – que seja experiente no setor e entenda a sua demanda”, orienta ela. “Para fazer isso, vale a pena analisar os trabalhos já realizados pelos programadores, verificando, em todas as plataformas, a área de administração (controlada pelo empresário) e a versão para o consumidor.”

Plataforma

Em seguida, é preciso avaliar as plataformas de e-commerce disponíveis no mercado. Basicamente, elas se dividem em três grupos: gratuitas, de código aberto e pagas. “Não há nada de errado com plataformas gratuitas ou de código aberto para o e-commerce. Na verdade, é mais importante escolher um bom programador para trabalhar com você do que se preocupar com a plataforma”, aponta a especialista.

Para ela, um bom profissional do setor será capaz de analisar com mais propriedade qual a melhor opção para a sua necessidade. É preciso levar em conta critérios como segurança, flexibilidade, métricas, design e possibilidade de ampliação.

Segurança

Muitas pessoas ainda têm receio de comprar na Internet, seja por experiências anteriores, relatos de parentes ou simples desconfiança na qualidade dos processos. Sua tarefa é assegurar que o cliente terá todas as precauções atendidas. Nesse momento, dê especial atenção ao contrato com os intermediadores de pagamento.

Marketing digital

Investir em uma loja virtual implica, também, despesas com marketing digital. Avalie as principais opções – SEO, Google Adwords, Newsletter, etc. – e construa uma campanha baseada no comportamento do seu público-alvo.

Suporte

Para ter sucesso e não deixar seus clientes na mão, arriscando perder a venda e a confiança dos consumidores, é preciso contar com um suporte capaz de resolver problemas técnicos. De preferência, procure uma empresa que preste auxílio 24 horas por dia.

Loja virtual deve focar na experiência do usuário

Para Emma Kane, a principal preocupação de quem investe em uma loja virtual deve ser a experiência de consumo do usuário. “Você necessita de uma combinação de recursos para ser bem-sucedido nessa empreitada. Além de garantir que será facilmente encontrado on-line, você precisa manter um site confiável, atraente e fácil de usar”, explica ela.

Finalmente, para atingir o sucesso e alcançar os resultados desejados, a consultora lembra que é preciso investir de forma constante na captação de novos clientes, garantindo o crescimento da plataforma de forma sustentável.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.

Matérias relacionadas

Canais de venda: onde vender seus produtos online

Confira 5 tipos de estrutura pop-up para levar seu e-commerce para o offline

Quer montar um comércio eletrônico? Confira tendências e oportunidades

Confira dicas para abrir um negócio no setor de vestuário