Programa seleciona incubadoras para fomento de empreendimentos inovadores

Deixar um comentário

Surgiu uma oportunidade para incubadoras brasileiras: o Programa de Promoção da Economia Criativa, lançado em setembro de 2015, que visa a impulsionar empreendimentos inovadores de economia criativa no Brasil. As inscrições podem ser feitas até o dia 2 de outubro.

A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Samsung e a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec). Por meio das atividades, projetos de economia criativa receberão suporte.

empreendimentos inovadores
Incubadoras podem se inscrever no Programa de Promoção da Economia Criativa até o dia 2 de outubro. Foto: iStock, Getty Images

Programa para empreendimentos inovadores

Ainda em fase piloto, o programa selecionará até quatro incubadoras de regiões distintas do país, que participarão de treinamentos focados no desenvolvimento de negócios de alto impacto econômico e social. As selecionadas poderão executar o Modelo Coreano de Cultura de Economia Criativa, que foi estabelecido na Coreia do Sul pelo Centro de Economia Criativa e Inovação (CCEI Daegu).

A implementação do modelo será feita a partir de métodos e tecnologias do CCEI, além de compartilhamento de documentos.

As propostas das incubadoras que participarem do processo seletivo passarão por uma avaliação, que será feita por uma banca especializada. Os critérios observados estão de acordo com a definição da Samsung da Anprotec. As incubadoras devem ter estrutura para incentivar o empreendedorismo inovador e o desenvolvimento de empresas de alto impacto.

Nas próximas etapas do programa, serão feitas novas seleções para aumentar a dimensão da iniciativa.

Inscrições

As inscrições para o programa são gratuitas. Até o dia 2 de outubro, as incubadoras devem submeter as informações no formulário de inscrição. A conclusão e a divulgação final da seleção ocorre de 19 a 20 de outubro.

Requisitos para o programa

Para participar do processo seletivo, as incubadoras devem atender a alguns requisitos, entre eles estar em funcionamento há pelo menos três anos, além de contar com, no mínimo, cinco empresas incubadas.

Além disso, elas devem ser associadas à Anprotec e credenciadas pelo Comitê da Área de Tecnologia da Informação (CATI) do Comitê das atividades de Pesquisa e Desenvolvimento da Amazônia (CAPDA), ou do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Também precisam estar regularizadas diante MCTI para aplicar recursos procedentes da Lei de Informática. Outro requisito é que a incubadora comprove a disponibilização de infraestrutura e porfólio de serviços para as empresas incubadas e a criação de pelo menos dois negócios de sucesso.

Após a primeira etapa da seleção, as incubadoras receberão uma visita de, no mínimo, dois membros da banca avaliadora para confirmação das informações submetidas. Esses encontros ocorrem entre os dias 12 e 16 de outubro.

Parceria entre Samsung e Anprotec

A parceria entre a Samsung e a Anprotec foi estabelecida em abril deste ano e tem como objetivo a promoção de empreendimentos inovadores.

A Anprotec será responsável por difundir conhecimento acerca da economia criativa em conjunto com seus associados e empresas inovadoras, enquanto a Samsung facilitará a relação entre a associação e o CCEI e investirá US$ 5 milhões no programa.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.