Saiba como criar uma política de retenção de talentos na sua empresa

Deixar um comentário

Encontrar profissionais talentosos no mercado é uma tarefa árdua, que demanda muitos pontos de atenção por parte do gestor que conduzirá a seleção. Uma vez criada uma equipe qualificada, o desafio não encerra aí – criar uma política de retenção de talentos é necessário para que o trabalho inicial não seja em vão e para que não se perca tempo e recursos com seleção e treinamento.

De acordo com Lesley Nygaard, recrutador sênior da TriNet, as empresas têm dificuldades em encontrar talentos porque tudo depende do perfil que você está procurando. Segundo ele, a geração millennial, que deverá compor 50% da força de trabalho até 2022, é a primeira a crescer com a tecnologia em suas mãos.

Os integrantes dessa geração procuram mais flexibilidade e oportunidades para se movimentar, inclusive na vida profissional. “As gerações anteriores foram motivadas principalmente pela compensação”, explica ele, deixando claro que o mesmo não acontece com a geração millenium. Outro desafio, de acordo com o especialista, é a demanda. Como está em alta, há uma escassez de talentos, especialmente em áreas ligadas a Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

retenção de talentos é desafio para empresa
Salário é importante, mas não é tudo na hora de fazer a retenção de talentos de sua equipe. Foto: iStock, Getty Images

Retenção de talentos não depende apenas de dinheiro

Diante disso, como agir para fazer a retenção de talentos na sua empresa? É preciso entender, antes de mais nada, que dinheiro não é tudo. Segundo Nygaard, salário é importante, mas não é tudo. “Se os funcionários não estão realmente engajados, eles não irão ficar muito tempo apenas pela questão financeira. Pelo menos não os melhores funcionários”, explica.

O primeiro passo, diante disso, é contratar as pessoas certas e construir uma grande equipe, que tenham não apenas as habilidades necessárias, mas que possuam também a mentalidade correta para trabalharem juntos pelos objetivos comuns da organização. O especialista sugere a criação de um programa de desenvolvimento para os empregados.

Para fazer a retenção de talentos, segundo Nygaard, uma boa dica é ter um caminho de crescimento definido para grandes funcionários. “Grandes funcionários ajudam as companhias a crescer, aprendendo uns com os outros e, ao mesmo tempo, ensinando os outros a executarem coisas novas”. Planos de carreira, nessas circunstâncias, são fundamentais, especialmente para esses “funcionários-chave” dentro dos grupos.

A obtenção de feedback regularmente, de acordo com Nygaard, ajuda a realizar a retenção de talentos. “Converse com seus funcionários. Isso irá se tornar cada vez mais importante à medida que mais e mais integrantes da geração millenium entrem no mercado de trabalho”, relata. Por se sentirem frustrados e “parados” com mais frequência, é fundamental verificar como estão os ânimos da sua equipe.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.

Matérias relacionadas

Profissional qualificado: como contratar e manter

Produtividade é fundamental na hora do aumento de salário

Descubra por que o planejamento é essencial na hora de contratar funcionários