Sem crise: como crescer em um cenário de dificuldades

Deixar um comentário

Em virtude da crise financeira que atinge o Brasil, com inflação acima da meta e previsão de retração da economia, o empresário é confrontado com desafios ainda maiores para alcançar o sucesso. Afinal, é possível crescer sem crise em um cenário desfavorável?

A resposta é sim, mas você precisa estar preparado. Confira algumas dicas para superar o mau momento da economia e fazer a sua startup crescer apesar do contexto econômico nacional.

Crise econômica exige criatividade

Antes de qualquer coisa, é preciso compreender o cenário atual e identificar os motivos que explicam a recessão da economia. Para o assessor econômico da Fecomércio de São Paulo, Vitor França, o Brasil passa por uma crise de credibilidade. “A insistência em uma política econômica que privilegiou o aumento do consumo e dos gastos do governo acabou resultando em um quadro de inflação elevada, além de desequilíbrio das contas públicas e externas”.

Não faltam dados para comprovar o problema. “Em 2014, o setor público registrou um déficit primário de R$ 32,5 bilhões, o primeiro desde 2001. A dívida bruta, consequentemente, passou para 63,4% do PIB, a maior valor desde 2009. A balança comercial registrou no ano passado seu primeiro déficit desde 2000 – de U$ 3,9 bilhões –, enquanto a inflação em 12 meses já supera 8% – mais de 1,5 ponto percentual acima do teto da meta”, explica o especialista.

sem crise
Cenário de crise econômica representa um desafio a mais para os empreendedores que almejam crescimento. Foto: iStock, Getty Images

Diante desse cenário pouco animador, o empreendedor precisa ser criativo, apostando em uma gestão comprometida com a otimização dos recursos. “A estratégia para os empresários contornarem o fraco desempenho da economia e as taxas de juros mais altas passa, primeiramente, por uma boa gestão, que deve evitar o descontrole do fluxo de caixa e o excesso de produtos em estoque”, orienta França.

4 dicas para crescer sem crise

Selecionamos quatro orientações para você evitar que a crise financeira nacional acabe afetando o crescimento da sua startup:

  1. Evite o endividamento

A crise veio acompanhada pelo ajuste fiscal e pelo aumento da taxa básica de juros (Selic). Assim, empréstimos e financiamentos podem se tornar inviáveis para o crescimento do negócio. É hora de negociar as taxas ao máximo e diversificar a fonte de recursos.

  1. Reavalie o mix de produtos e serviços

Quando a economia vai bem e o consumo está em alta, não é necessário ser muito rígido ao definir o mix de produtos e serviços. Para crescer sem crise, porém, é preciso rever todos os processos que prejudicam o andamento dos negócios: produtos que não vendem bem, que atravancam o giro de estoque e têm uma margem de lucro reduzida costumam ser os alvos nesse momento.

  1. Otimize processos produtivos

Chegou a hora de mostrar que você é um gestor de excelência. Buscar a otimização dos processos produtivos significa combater qualquer tipo de desperdício, reduzindo os custos e tornando a equipe mais eficiente. Assim, você mantém sua competitividade e viabiliza o crescimento da empresa.

  1. Não esqueça do marketing

Reduzir o orçamento voltado às campanhas de marketing é um dos maiores erros dos empresários que desejam crescer sem crise. É justamente quando as vendas vão mal que você precisa investir para atrair os clientes. Reavalie o desempenho da empresa nesse setor e não deixe de considerar o marketing digital.

Oportunidades em tempo de crise

Crise? Enquanto a economia entra em recessão e projeções pessimistas tomam conta, também há quem continue crescendo. De acordo com a Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), por exemplo, o mercado brasileiro de TI movimentou R$ 441 bilhões em 2014, um crescimento de 16,9% superior ao ano anterior).

Cabe ao empreendedor, portanto, identificar as oportunidades geradas pela crise. Para Flavio Estevam, consultor e especialista em startups, a necessidade de investimento em marketing pode ser a saída. “Há uma grande oportunidade nesse momento, pois as empresas têm uma necessidade maior de vender e, consequentemente, fazer mais publicidade. Com isso, as empresas de publicidade online podem se favorecer”, avalia.

Seja qual for a sua estratégia, é preciso ter em mente que não será uma tarefa simples. Criatividade para fazer as escolhas certas, gestão profissional e dedicação para crescer são apenas algumas dos conceitos fundamentais nesse contexto.

E aí, gostou da matéria? Se as dicas foram úteis para você, compartilhe esse artigo nas redes sociais e traga seus amigos, colegas e seguidores para a discussão. Em caso de dúvidas a respeito do assunto, deixe um comentário.

Comentários

  1. Ju Guerra dice:

    Onde tem crise também tem oportunidade, como já dizia o ditado...