Conheça ideias de negócios de moda para você investir

Deixar um comentário

Em atualização constante de tendências, os negócios de moda estão por todos os lados. Não é difícil olhar para o centro de qualquer cidade e se perder entre as tantas opções de lojas. Para quem quer começar no ramo, o cenário pode até desmotivar.

Mas para Gabrieli Vargas, stylist e fashion buyer na Matcher, apesar de bastante explorado, o mercado da moda sempre reserva algo que ainda não foi feito. A principal dica é ser original e criativo na hora de empreender.

negocios de moda
Oferecer um diferencial ao cliente é tarefa básica. Foto: iStock, Getty Images

Negócios de moda exigem criatividade

Ter o seu próprio negócio era a vontade de Gabrieli desde que ela entrou na faculdade de moda. O desafio era entender quais as possibilidades para tornar o objetivo realidade e ter uma empresa competitiva. A ideia começou a tomar forma quando o emprego em que trabalhava já não agradava mais – e menos ainda as vagas disponíveis no mercado.

“Comecei a perceber que muitas pessoas sempre me procuravam atrás de dicas de onde comprar determinados itens de moda, que minhas amigas sempre me solicitavam na hora de pensar em um look pra alguma ocasião”, conta a stylist.

O estalo veio quando ela entendeu que podia juntar o que era um hobby com tudo aquilo que havia aprendido na faculdade e no curso de personal stylist que já havia feito. Mas, em vez de apenas ensinar às pessoas como se vestir, seu diferencial seria comercializar os produtos que todo mundo sempre perguntava onde comprar.

Foi assim que nasceu a Matcher. O nome, que significa “combinador”, em uma tradução literal para o português, resume justamente o que a marca propõe aos seus clientes: mostrar as combinações (ou, como Gabrieli chama, “matches”) que uma mesma peça pode permitir quando bem escolhida.

“Todas as peças usadas nos matches estão à venda, e a venda acontece com um atendimento em domicílio, onde levamos uma mala até a casa da cliente e ela pode provar com o que já tem em casa e ter esse auxílio para pensar diferentes looks que cada peça pode proporcionar”, explica.

Negócios de moda em franquias

Para quem ainda não teve uma grande ideia como a de Gabrieli ou não qur correr tantos riscos, mas acredita no mercado da moda como uma alternativa para empreender, a opção é ir em busca de franquias disponíveis na área.

Em toda a América Latina, marcas já consagradas – e outras ainda em desenvolvimento – não faltam. Cada uma delas tem suas particularidades e necessidade de investimento inicial para se tornar um franqueado diferente.

Faça uma análise da cidade em que a franquia vai ser aberta. Se em negócios de moda oferecer um diferencial ao consumidor é característica fundamental, procure entender que segmentos ainda podem render bons resultados.

Moda plus size e para gestantes, por exemplo, são duas áreas que cresceram ao longo dos últimos anos, mas ainda contam com espaço para novos empreendimentos. Seja qual for a empreitada, a dica de Gabrieli é a mesma: tirar a ideia do papel e permitir que as coisas aconteçam.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas