Sebrae facilita acesso de MPEs a serviços financeiros

Deixar um comentário

A dificuldade de acesso aos serviços financeiros por parte das micro e pequenas empresas é um dos principais fatores para o insucesso desses empreendimentos. Burocracia e altas taxas praticadas pelo mercado estão entre os entraves mais relevantes.

Para tentar contornar isso, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) oferece informações e orientações para os empreendedores. Siga a leitura e saiba mais.

Orientação na procura por serviços financeiros

A atuação do Sebrae para facilitar o acesso aos serviços financeiros tem como base a orientação das empresas em relação a serviços e linhas de crédito oferecidas pelo Sistema Financeiro Nacional – bancos, cooperativas e outros. O serviço também atua para indicar quais instituições e linhas atendem melhor às necessidades de cada projeto.

Na maioria dos estados brasileiros, há também o auxílio em estudos de viabilidade econômica e encaminhamento do parecer técnico para a instituição financeira. Tudo isso através de parcerias firmadas com essas instituições, com o objetivo de ampliar o atendimento e melhorar o acesso ao crédito para micro e pequenas empresas.

Sebrae auxilia no acesso a serviços financeiros
Sebrae auxilia pequenos empreendedores no acesso a serviços financeiros. Foto: iStock, Getty Images

Demais serviços do Sebrae

Os serviços do Sebrae não se resumem a isso. De acordo com o analista Adalberto Luiz, membro da Unidade de Acesso a Mercados e Serviços Financeiros do Sebrae, a atuação é centrada no esclarecimento ao empreendedor sobre todas as alternativas que ele tem à disposição e a identificação da real situação de seu negócio.

“O Sebrae vai concentrar sua atuação em entender a situação do empreendedor e ajudá-lo a identificar as melhores soluções para o seu problema, que eventualmente pode ser a tomada de crédito”, explica. Mas também pode atuar em outras áreas, como na gestão do estoque ou venda de algum ativo que não é exatamente necessário à empresa no momento, por exemplo.

No caso da tomada de crédito, o Sebrae vai orientar se a necessidade é de curto ou longo prazo, capital de giro ou investimento, entre outras soluções. A principal vantagem para o empreendedor, de acordo com Luiz, é a identificação correta do problema da empresa, ampliando o escopo da análise.

“O agente Sebrae vai avaliar se o negócio está muito imobilizado (capital, patrimônio, estoque parados) ou não, se possui capital de giro ou não, e qual a melhor solução diante do diagnóstico oferecido”, exemplifica.

Podem procurar o Sebrae todos os empresários que se enquadrem na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, e também os Microempreendedores Individuais (MEIs). Os bancos que possuem convênio com o Sebrae para atendimento aos pequenos negócios são Banco do Brasil, Santander e Bradesco, além das agências de desenvolvimento, que atuam em nível local e regional, como BRDE (que atua no Sul) e o Desenvolve São Paulo.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.