7 dicas para escolher o nome fantasia de sua empresa

Deixar um comentário

Uma das primeiras coisas que um empreendedor faz ao se preparar para fundar uma empresa é procurar por um nome fantasia que seja expressivo, único e atraente. De preferência, que também seja significativo e relacionado com o ramo de atividade em que o negócio atua.

Mas combinar todas essas qualidades nem sempre é fácil, pelo contrário. A seguir, confira 7 dicas para facilitar a escolha do nome fantasia para a sua empresa.

Como escolher um bom nome fantasia

nome fantasia
Ao fundar uma empresa, você deve tentar escolher um nome fantasia que seja expressivo, único e atraente. Foto: iStock, Getty Images

1. Escolha um nome que soe bem

Existem grandes marcas que utilizam aliterações (repetições de sons parecidos ou idênticos em uma mesma palavra ou frase) – a Coca-Cola sendo a mais famoso delas -, mas nem todos os casos assim soam bem aos ouvidos.

Ao escolher o nome, é essencial que você repita ele em voz alta para sentir se ele é bem recebido pelos seus ouvidos. Por mais genial que seja no papel, se soar estranho, é melhor escolher outro.

2. Dirija-se para o seu público-alvo

Alguns nomes podem ser muito bons, mas, ao mesmo tempo, não significarem nada para o seu público-alvo. Um nome “muito jovem”, por exemplo, não vai cair bem em uma marca voltada para pessoas da terceira idade. Escolha um nome que seja relevante e “fale” com os seus clientes.

3. O nome deve significar algo

Um bom nome fantasia é aquele em que o cliente escuta e imediatamente sabe do que se trata. Se possível, tente escolher um nome que soe familiar e invoque memórias agradáveis, o que permite que os clientes se relacionem com o seu negócio em um nível emocional.

4. Não seja extremamente local

Nomes muito literais e locais podem “algemar” a sua empresa. Por exemplo, se você está criando uma empresa de consultoria em Nova York e der a ela o nome de New York Consulting, caso deseje expandir para outras cidades, não fará tanto sentido.

Da mesma forma, se você tem um restaurante que, entre outros pratos, traz opções vegetarianas, pode não ser uma boa ideia nomeá-lo o Rei da Carne.

5. Mantenha ele breve

O nome fantasia não necessariamente será mais efetivo se for curto, mas será mais fácil de lembrar. Acrônimos (palavras formadas pelas iniciais de outras palavras) também podem ser uma boa ideia, desde que o resultado final também traga algum significado com a qual a sua audiência pode se relacionar.

6. Dê tempo

Um nome fantasia pode ser muito bom num dia, mas, passadas algumas semanas, você pode vir a se perguntar “por que mesmo o escolhi?” Antes de bater o martelo, dê alguns dias para se acostumar ou reavaliar um nome que você já tinha deixado de lado.

7. Certifique-se antes de registrá-lo

Você pode ter achado um nome genial para o seu negócio, mas talvez ele já tenha sido utilizado por outra empresa. Antes de fundar sua empresa com um nome fantasia que deverá ser trocado depois, confira os registros locais e nacionais de seu país para verificar se ele pode ser utilizado por seu negócio.

Vale lembrar que alguns nomes, especialmente quando as empresas atuam de forma eminentemente local ou não são concorrentes, podem até se repetir em mais de uma cidade.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas:

Saiba como escolher nome para uma empresa global

Como escolher o melhor nome para a empresa?

Como escolher nome para restaurante

Veja como encaminhar o registro da marca de sua empresa