5 erros que você deve evitar na escolha do ponto de venda

Deixar um comentário

Escolher o ponto de venda certo está entre as principais tarefas de quem inicia um negócio. O problema é que muitos empreendedores de primeira viagem pensam apenas em economizar nessa hora, ou então não analisam todos os aspectos da localização, e acabam fazendo a escolha errada.

A longo prazo o resultado pode ser o oposto do esperado: clientes que passam longe da loja e as vendas são insuficientes para garantir lucro ao final de cada mês. Para não correr esse risco, a dica é não abrir mão do planejamento.

ponto de venda
Escolher o ponto de venda exige estratégia e análise. Foto: iStock, Getty Images

Erros comuns da escolha do ponto de venda

Em um mercado competitivo e cheio de opções, atrair o consumidor até a sua empresa exige estratégia. Tudo começa na hora de escolher o ponto de venda. Luciana Lessa, analista técnica do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), lista os principais erros que você deve evitar:

1. Ignorar o público

Antes de tomar qualquer decisão, buscar conhecer o seu público e que interesses ele tem é fundamental para encontrar o lugar certo. Afinal, se ele não se identificar com o local, as chances de que o seu negócio dê errado aumentam e muito.

Também não adianta, por exemplo, escolher um local com grande movimentação de pessoas se o público específico da sua empresa não costuma se deslocar até lá.

2. Não pensar na facilidade de acesso

Encontrar um vaga de estacionamento nas ruas movimentadas costuma ser um exercício de paciência. Para atrair o consumidor, é preciso oferecer a ele facilidade para chegar até a sua loja.

Ou seja, vale verificar a disponibilidade de estacionamentos próximos ou mesmo de ruas menos movimentadas por perto. Dependendo do público, a proximidade de paradas de ônibus e estações de metrô também pode ajudar.

3. Economizar em excesso

Especialmente para um negócio que está começando e que exige investimentos, conseguir cortar custos é necessário para não sair no prejuízo. Mas para tudo existe um limite.

Não vale a pena economizar $ 100 no aluguel do ponto de venda e escolher um lugar distante e com pouco estrutura. Pense em tudo que o cálculo do custo-benefício aborda.

4. Esquecer da segurança

Segurança é fundamental para que os clientes se sintam confortáveis na sua loja, mas também para que você não passe por situações desagradáveis. Aqui a dica é avaliar o ponto de venda no horário que seria de fechamento da loja, para entender como é a movimentação nos arredores.

5. Não analisar a concorrência

Na hora de escolher o lugar para abrir a sua loja, também vale analisar a proximidade com outras empresas do setor e que estratégias elas usam para conquistar mais clientes. Ficar atento ainda aos erros da concorrência é uma maneira de evitar as mesmas falhas no seu negócio.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas