Trocafone vai investir em expansão depois de receber aporte milionário

Deixar um comentário

Uma empresa brasileira que aposta no recommerce ganhou destaque entre os investimentos em startups. É a Trocafone, que, em novembro de 2015, recebeu um aporte no valor de R$ 12 milhões. Agora, o próximo passo da empresa é a expansão.

O dinheiro foi concedido por um fundo de investimentos composto por Wayra (aceleradora do Grupo Telefônica), 500 Startups, Lumia Capital e Quasar Ventures.

A Trocafone, que investe na comercialização de aparelhos eletrônicos usados, utilizará a quantia para consolidar a atuação no território brasileiro e ainda expandir o empreendimento na Argentina. Depois, a meta é que o negócio alcance outras regiões da América Latina.

Trocafone
Trocafone lucra a partir de aposta em serviço de recommerce. Foto: iStock, Getty Images

Saiba mais sobre a Trocafone

Lançada em 2014 em São Paulo, a Trocafone investe no sistema de recommerce de smartphones e tablets. Ou seja, a startup compra aparelhos usados e reforma-os para, depois, revendê-los seminovos. A vantagem é que os clientes têm a garantia de adquirir um aparelho que funciona como se fosse novo, já que foi reformado e revisado.

Para os consumidores, a plataforma é uma alternativa em relação a outros sites de venda online, que geralmente não garantem a qualidade dos produtos, já que eles são comercializados por pessoas desconhecidas que querem se desfazer de seus bens. Na prática, isso significa menos riscos para os clientes.

A Trocafone lança mão de um sistema diferenciado para comercializar os produtos – a venda dos aparelhos é feita por meio do website da empresa e também por pontos de coleta.

Dessa forma, ela consegue investir no programa de trade-in com uma parceria com os pontos de venda que trocam smartphones e tablets dos consumidores por outros novos, concedendo descontos. Hoje, a startup atua em lojas que vendem produtos das marcas Motorola, Samsung, Sony e LG.

A startup já soma 30 mil aparelhos vendidos, com uma receita de R$ 20 milhões. O valor de um aparelho revendido pela Trocafone é até 40% mais baixo em relação ao preço do mesmo modelo novo.

Diante das vantagens proporcionadas ao consumidor, a Trocafone marca boa presença no mercado, que está em expansão. Afinal, com a velocidade dos avanços tecnológicos, cada vez mais as pessoas se desfazem de seus aparelhos – ainda em boas condições de uso – para comprar um mais atualizado.

Para quem compra, também há vantagem, pois paga mais barato por um smartphone ou tablet quase novo.

Investimentos na startup

A Trocafone atua em São Paulo e em Buenos Aires, na Argentina. Ela é a primeira startup que recebeu co-investimento de duas academias Wayra simultaneamente: para a empresa com atuação no Brasil e na Argentina.

A Wayra é a aceleradora de startups do Grupo Telefônica, que teve início em 2011 na América Latina e Espanha. Ela oferece suporte e acelera empresas por um período de até um ano, conforme a evolução de cada startup.

Se você gostou do conteúdo do artigo, compartilhe com seus amigos nas redes sociais. Não esqueça de deixar um comentário na página, contribuindo para a discussão do tema com suas dúvidas e sugestões.