Otimize os resultados com uma gestão financeira qualificada

Deixar um comentário

Fácil de definir, mas difícil de implantar, a gestão financeira resume as tarefas do empreendedor que almeja o sucesso: planejar, analisar e controlar os recursos financeiros da empresa em busca dos melhores resultados. Se você achou complicado, selecionamos algumas dicas para simplificar o processo e permitir que sua empresa cresça conforme o esperado. Confira.

Gestão financeira requer capacitação

O controle sobre os recursos e processos é uma condição para que o empresário seja bem sucedido, mas também pode significar o fracasso. Tomar as decisões corretas não é uma tarefa simples, pois exige visão empresarial, qualificação e capacitação.

gestão financeira
Má gestão financeira é um dos principais motivos que levam uma empresa à falência. Foto: iStock, Getty Images

Para o contador Vicente Sevilha, autor do livro Empreendedorismo de Sucesso (editora Brasport), a falta de preparação é um dos grandes problemas enfrentados por quem começa no ramo dos negócios. “Em geral, o empresário é mal preparado para gestão estratégica, e acaba tocando seu negócio mais na intuição do que no planejamento” avalia.

Sevilha cita um erro comum entre os empresários: deixar a gestão financeira de lado e acreditar que vender mais é a solução para tudo. “As empresas enfrentam dificuldades porque há um pensamento comum de que vender mais é o bastante, mas não é bem assim. Conceitos como ponto de equilíbrio e margem de contribuição são fundamentais para o bom desempenho de uma empresa”, exemplifica.

Gerindo uma empresa de sucesso

Basicamente, a tarefa de um gestor é buscar a eficiência operacional e o controle de todas atividades financeiras da empresa. Se for competente nessa missão, conseguirá analisar o panorama geral por meio de relatórios e levantamentos, corrigindo, eventualmente, o planejamento estratégico em busca dos melhores resultados. Alguns desses procedimentos incluem:

Planejamento financeiro: analisar os resultados e planejar ações para melhorar o desempenho e aumentar a eficiência.

Gestão dos recursos: negociar e captar recursos para promover o crescimento da empresa.

Análise e crédito e cobrança: ao lidar com os clientes, você precisa analisar a concessão de crédito com critérios, além de administrar o recebimento dos créditos concedidos.

– Controle do caixa: o saldo do caixa precisa ser foco permanente de sua atenção, assim como as contas a receber e a pagar. Controlar totalmente o fluxo de caixa é a missão.

Falta de gestão financeira leva à falência

A verdade é cruel: se você não gerir as finanças de forma eficiente, há grande risco de falência. “No passado, havia grandes margens de lucro e muito espaço para erros. Hoje, o mercado é altamente competitivo, com margens de lucro cada vez menores, e a margem de erro é mínima. Má gestão é sinônimo de problemas no futuro”, sentencia Sevilha.

Entre os principais motivos que levam ao fracasso empresarial por meio da falta de gestão financeira está o descontrole do fluxo de caixa. Sem controle do dinheiro que sai e do que entra, alguns empresários se perdem e acabam contraindo dívidas inviáveis.

Não ter um plano de negócios para seguir também pode ser fatal. Sem ele, é difícil ter sucesso em um mercado tão competitivo. Antes de abrir uma empresa, estude todos os aspectos que envolvem o negócio de forma detalhada.