Alagoas facilita a vida para abrir uma nova empresa

Deixar um comentário

O empreendedor que está buscando abrir uma nova empresa no Brasil pode ter no estado de Alagoas uma boa opção. Com 100% dos municípios integrados à Redesim (Rede Nacional para a Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios), Alagoas lidera ranking dos cinco estados que mais avançaram na desburocratização dos negócios, seguido por Minas Gerais, Santa Catarina, Espírito Santo e Bahia, segundo estudos do Departamento de Registro Empresarial e Integração (Drei), divulgados em outubro desse ano.

Entenda o que é a Redesim

A Redesim é um sistema integrado que permite a abertura, alteração, baixa e legalização de empresas. A iniciativa integra todos os processos para abertura de uma nova empresa com apenas um único envio de documentos para a Junta Comercial, simplificando procedimentos e reduzindo a burocracia ao mínimo necessário. Orgãos e entidades federais, estaduais e municipais fazem parte deste processo.

O sistema faz a integração de todos os processos dos órgãos e entidades responsáveis pelo registro, inscrição, alteração e baixa das empresas de todos os tipos e portes, por meio de uma única entrada de dados e de documentos, por acesso via internet. Por essa Rede, os usuários também poderão obter informações e orientações pela internet ou de forma presencial, a exemplo do acesso aos dados de registro ou inscrição, alteração e baixa de empresários e pessoas jurídicas.

nova empresa
Alagoas é o único estado brasileiro com 100% dos municípios integrados à Redesim. Foto: iStock, Getty Images

Abrir nova empresa em Alagoas

A implantação da Redesim nos em 100% dos municípios de Alagoas torna dispensável o deslocamento do empresário a vários órgãos para registrar e legalizar uma nova empresa. Em Alagoas, o empresário verifica, de forma online, pelo Portal Facilita Alagoas, se pode abrir uma empresa, observando a viabilidade de nome e localidade, e iniciar os processos de abertura, alteração, baixa e legalização do negócio.

Com relação ao percentual de integração dos municípios, Alagoas também está à frente dos estados que completam o ranking dos cinco melhores. Os mineiros têm apenas 14% das cidades integradas à Redesim, os catarinenses têm 92%, enquanto que os capixabas têm 53% e os baianos 8%.

Para o presidente da Junta Comercial do Estado de Alagoas (Juceal), Carlos Araújo, a integração de todos os municípios possibilita um conjunto de benefícios não só para o empresário, mas também para a economia local.

“A integração de todos os municípios à Redesim aumenta a facilidade para abertura de empresas, gerando novos empregos, movimentando o comércio local, passando a ter uma distribuição melhor de renda”, concluiu o presidente.

Alagoas é o único estado a ter todos os municípios integrados à Redesim. No Nordeste, o Rio Grande do Norte é o único estado que se aproxima do nível alcançado por Alagoas. Os potiguares possuem 167 municípios, desses, 36% não estão integrados à Redesim.

Além da Junta Comercial, estão integrados à Redesim a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), Vigilância Sanitária Estadual e Municipal, Corpo de Bombeiros, Receita Federal e Instituto do Meio Ambiente (IMA).

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.