Francês investe em e-commerce e buffet de comida orgânica e faz sucesso no Brasil

Deixar um comentário

O empresário francês Charles Piriou e o chef vegetariano Thiago Medeiros estão fazendo sucesso no Brasil com a S Simplesmente, um e-commerce e buffet de comida saudável que, em 2015, faturou perto de R$ 800 mil e espera ultrapassar a marca de R$ 1 milhão em 2016.

E-commerce e buffet de comida

O chef vegetariano Thiago Medeiros foi um dos primeiros a criar pães sem glúten gourmet. Ele se juntou ao empreendedor francês para criar a S Simplesmente e seu buffet de comida saudável. A empresa tem como objetivo oferecer produtos frescos e artesanais, e a cozinha segue uma filosofia saudável. Todas as receitas da S Simplesmente são ricas e equilibradas em nutrientes, sem glúten, sem lácteos e sem adição de açúcares, conservantes ou corantes.

Nenhuma opção possui carne entre seus ingredientes, e todas são adequadas para pessoas que possuem intolerância alimentar. São seis linhas de produtos disponíveis para venda online: sucos, saladas, sopas, snacks, sobremesas e specials, que são os pães artesanais sem glúten.

Os produtos S Simplesmente podem ser encontrados na Casa S, localizada na Vila Madalena, por meio de encomendas feitas online com sistema de entregas, em empórios ou casas gourmets.

A empresa começou de forma caseira. Piriou conheceu Medeiros e sua produção de pães e o contatou para profissionalizar a produção. Com investimento inicial próprio de R$ 300 mil, os empreendedores alugaram os fundos de um imóvel para estabelecer a produção dos alimentos, em 2014.

O faturamento da empresa cresceu 20% no final de 2015. Isso graças à grande aceitação tanto dos produtos disponíveis online quanto dos serviços de buffet de comida para eventos.

buffet de comida
Nenhuma opção da S Simplesmente possui carne entre seus ingredientes. Foto: S Simplesmente, divulgação

Comida natural é mercado promissor

No setor de buffet de comida, alimentos e bebidas, o segmento natural obteve nos últimos seis anos um crescimento de 82%, de acordo com pesquisa de mercado elaborada pelo Euromonitor. De 2004 a 2009, o segmento saltou de US$ 8,5 bilhões para US$ 15,5 bilhões.

Além disso, 40% da população brasileira está acima do peso e 80% dos jovens afirmam em pesquisas procurar alimentos mais saudáveis e naturais.

O mercado de buffet de comida vegana ou vegetariana, com restrições a carnes ou quaisquer alimentos de origem animal como leite, queijos e ovos, vem crescendo.

Um pesquisa do Ibope mostra que pelo menos 8% da população das principais capitais e regiões metropolitanas brasileiras se declara vegetariana. Em Fortaleza, no Ceará, 14% da população afirma ser vegetariana, maior percentual entres as capitais e regiões metropolitanas pesquisadas.

Em seguida aparece Curitiba, no Paraná, com 11% de seus moradores adeptos ao vegetarianismo. Já Brasília, no Distrito Federal, Recife, em Pernambuco, e a capital do Rio de Janeiro têm 10% da população vegetariana. Em Belo Horizonte, em Minas Gerais, o percentual é de 9%.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.