Confira dicas para investir no plantio de hortaliças no Brasil

Deixar um comentário

O plantio de hortaliças é um negócio que vem crescendo à medida que as pessoas cada vez mais desejam adotar um estilo de alimentação saudável. Para quem está atrás de boas oportunidades, apostar no cultivo de hortas pode ser uma ótima pedida.

Como está o mercado

De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o plantio de hortaliças em campo aberto requer investimento inicial médio variando de US$ 1 mil a US$ 5 mil por hectare. Segundo a entidade, a horticultura tem potencial para render mais lucro do que outras culturas, como grãos. Em condições normais, o hectare cultivado pode gerar uma renda que varia entre US$ 2 mil e US$ 20 mil.

Essa grande diferença é decorrente da variação do valor agregado de cada produto e também do mercado. Outros fatores que afetam a rentabilidade são o nível tecnológico e o manejo adequado da cultura.

O plantio de hortaliças também pode resultar em diversas formas de comercialização, como in natura e variações industrializadas, que dividem-se em vegetais conservados, congelados, desidratados e liofilizados. Vale salientar ainda que o mercado de hortaliças orgânicas – produzidas sem a utilização de agrotóxicos ou sementes transgênicas – está em alta.

plantio de hortaliças é oportunidade de negócio
Aumento da procura por uma rotina de alimentação mais saudável abre oportunidades no plantio de hortaliças. Foto: iStock, Getty Images

Dicas para o plantio de hortaliças

Quem deseja investir no plantio de hortaliças como negócio deve ficar atento a uma série de fatores que impactam diretamente esta atividade.

1. Clima

Existem hortaliças que são mais adequadas para climas secos, outros para regiões mais chuvosas. Ao investir nesse tipo de agricultura, é essencial priorizar as variedades mais propícias para o local em que você se encontra.

2. Atenção a temporadas

Você sabia que a melhor época para colher alface é entre janeiro e maio? Já a batata-doce aparece mais nas prateleiras dos supermercados entre os meses de junho e outubro. Antes de investir no plantio de hortaliças, estude as tabelas de sazonalidade das variedades que você deseja cultivar.

3. Solo

O tipo terra e o local faz toda a diferença no plantio de hortaliças. Aspectos como composição química, biológica, física e topográfica do solo impactam diretamente na qualidade da colheita.

4. Pragas

As pragas são as principais inimigas da produtividade na agricultura. Para combatê-las, em geral os produtores rurais lançam mão de agrotóxicos. Contudo, especialmente para quem produz para o mercado orgânico, é preciso fugir desses produtos. Felizmente, há alternativas naturais, como adotar a rotação de culturas, diversificação, etc.

5. Padronização

Outro desafio importante do plantio de hortaliças é manter um padrão de qualidade. Na prática, porém, isso é muito difícil, uma vez que, naturalmente, há variações de cor, tamanho, folhas, etc.

Onde vender

Segundo o Sebrae, entre 55% e 60% do total de hortaliças comercializadas no Brasil são vendidas em mercados atacadistas, responsáveis pela transação média anual de 15 milhões de toneladas de hortaliças, nacionais ou importadas, a um valor de superior a R$ 10 bilhões.

As hortaliças também são comumente comercializadas diretamente por produtores, em feiras livres, sacolões, e supermercados.

Contudo, é preciso ter cuidado na hora de comercializar, uma vez que as perdas pós-colheita – como lesões, embalamento inadequado e manuseio excessivo – podem gerar grandes prejuízos.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus amigos nas redes sociais.