Como medir os gastos com estrutura física na hora de expandir o seu negócio

Deixar um comentário

Quando um negócio começa a crescer, é comum que passe a exigir um quadro de funcionários maior. O mesmo acontece com a estrutura física. Nessa, o empresário precisa calcular os riscos do investimento e tomar uma importante decisão: expandir ou não o empreendimento?

A decisão pode parecer óbvia, mas não é tão simples. Escolher o momento certo e saber administrar os gastos extras, por exemplo, são só alguns dos desafios que podem surgir pela frente.

Quando expandir a estrutura física

Aumentar a atuação de sua empresa no mercado é o sonho de qualquer empreendedor. Mas, conforme lembra Vicente Sevilha Junior, fundador e diretor da Sevilha Contabilidade, é uma ação que exige analisar não apenas os números, mas também as condições de crescimento.

estrutura física
Antes de expandir o seu negócio, vale analisar as possibilidades de mercado. Foto: iStock, Getty Images

“Pode parecer um absurdo pensar antes de crescer, mas o raciocínio é muito válido: você não deveria apenas reagir e deixar que o mercado ou condições externas determinem o tamanho de sua empresa; pelo contrário, seus planos de negócios internos é que devem dar resposta ao tamanho que sua empresa quer ter”, pondera Sevilha.

Por exemplo, as suas planilhas financeiras podem indicar um aumento no lucro, mas é preciso avaliar o que causou a mudança e se essa não é apenas uma condição momentânea.

Para ter certeza, a dica é analisar a origem do consumo crescente por parte do público. Dependendo do seu mercado de atuação, expandir o negócio para outras cidades ou países pode representar custos diferentes daqueles com os quais a empresa está acostumada a lidar. Ou seja, a margem de lucro pode não ser mais tão atrativa assim.

Além disso, crescimento e expansão da estrutura física nem sempre precisam andar lado a lado, lembra Sevilha. Com um pouco de criatividade e planejamento, é possível encontrar saídas alternativas. A contratação de fornecedores externos para realizar parte dos serviços, por exemplo, é uma delas.

Como calcular os gastos com estrutura física

Decidiu que é a hora certa para crescer? Então resta planejar a nova etapa. Para não errar, vale ir em busca, desde o início, de profissionais especializados, que possam ajudar a estimar os custos, o tempo de construção e o impacto nas finanças da empresa.

Planejamento é a peça central para qualquer empresa conseguir boa perfomance”, destaca Sevilha. É por isso que vale anotar todos os gastos em uma planilha e analisar quais itens podem gerar economia.

Espaço das novas instalações físicas, materiais de construção, maquinário, despesas de montagem e pré-operacionais, mão de obra. Tudo deve ser colocado na ponta do lápis, por menor que seja o custo.

Afinal, você ainda precisa estimar o investimento necessário e considerar possíveis mudanças na dinâmica de investimentos do negócio ou se vai precisar de um financiamento ou capital externo. Não abuse do otimismo: conte com previsões sensatas e imprevistos, tanto de custos quanto de tempo.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas:

Definir a estrutura da empresa é essencial para novos negócios

Aprenda a otimizar os espaços pequenos da sua loja

Crescimento da empresa: conheça os riscos e os benefícios

Confira cinco alternativas de estratégias de crescimento para o seu negócio