Empresa inadimplente? Veja como começar 2016 no azul

Deixar um comentário

Início de ano é o momento de avaliar as contas passadas e organizar o planejamento para os meses que estão por vir. Para quem administra uma empresa inadimplente, a tarefa pode não ser dar mais prazerosas ou simples.

Mas deixar os ajustes nas finanças para depois e esperar que os números fiquem positivos por conta própria não é uma opção. A saída é organizar tudo o quanto antes e dar a chance de que 2016 seja de crescimento, não de dívidas acumuladas.

empresa inadimplente
Manter o planejamento das finanças é fundamental para evitar uma empresa inadimplente. Foto: iStock, Getty Images

 

Empresa inadimplente requer mudanças

Falta de planejamento, de organização com o fluxo de caixa e de controle do estoque. Para Ana Paula Pavanatti, educadora e terapeuta financeira da Reorg, esses estão entre os principais problemas que levam os empreendedores aos resultados negativos.

Em complemento, ela destaca a dificuldade em saber separar o dinheiro do negócio daquele que é pessoal, o que gera gastos além do possível e desorganização na hora de analisar as contas e entender o que os números representam.

Somados todos os motivos, a primeira dica para sair do vermelho é fazer um levantamento das dívidas em aberto e entender como o fluxo de caixa tem funcionado ao longo dos últimos meses, considerando as despesas fixas e aquilo que pode ser excedente.

“Se o gestor sabe quanto irá sobrar de capital para quitar suas dívidas, torna-se mais fácil fazer as negociações com os credores”, explica Ana Paula. O importante é definir seu plano de ação a partir de números precisos.

Ou seja, não adianta ir até o banco e fazer uma proposta de renegociação para a sua empresa inadimplente para poucos meses depois descobrir que ela já não é mais capaz de cumprir com os novos valores previstos.

Empreender x gerenciar

É comum que o empreendedor de um negócio também seja o responsável por gerenciar a empresa. Porém, essa nem sempre é uma receita de sucesso. Enquanto empreender exige coragem, criatividade e tempo, ser um gestor significa atuar no planejamento, na organização, no controle e na liderança.

Na prática, isso significa que é preciso saber agregar todas as características e entender quando cada uma delas deve se sobressair nas suas atitudes.

Conforme lembra Ana Paula, se o lado empreendedor está focado em fazer acontecer, cabe ao lado gerente entender até que ponto os recursos podem ser utilizados, por exemplo. Sem esse equilíbrio, o resultado mais comum é o endividamento.

Não recorra no erro

Quando uma empresa inadimplente faz uma negociação para quitar as suas dívidas, é preciso que o seu gestor esteja ciente de que resolver o problema demanda tempo e dedicação. Dizer isso significa que é preciso ter calma e não cair na tentação de ir em busca de uma solução mais rápida, porém pouco eficiente a longo prazo.

“O problema é que, no mundo dos negócios, sempre serão apresentadas novas propostas como facilidades de limites de crédito com baixos juros, porém com prazos enormes para pagamento”, diz Ana Paula. É nesse momento que você deve estar atento e evitar armadilhas.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas