Verdade ou mentira? Conheça alguns mitos sobre vendas

Deixar um comentário

Todo mundo que tem ou já teve um negócio já ouviu alguma máxima definitiva sobre a arte da venda. Uma delas diz que se o vendedor não convencer o comprador em três minutos, a compra não será selada. Será mesmo que isso é verdade? Desvende esse e mais alguns mitos sobre o assunto.

Desvende alguns mitos sobre vendas

Mito 1: Vender é um dom

Ninguém nasce um vendedor, assim como ninguém nasce médico ou taxista. Apesar de algumas pessoas supostamente terem “talento” para a venda, treinamento, prática e trabalho duro são essenciais para desenvolver as melhores técnicas.

Se você tem uma empresa, valorize investimentos em treinamento para seus vendedores. Patrocinar seminários, palestras e cursos é uma boa forma de desenvolver a qualidade de sua equipe e, consequentemente, os resultados de seu negócio.

alguns mitos
Alguns mitos sobre vendas são tidos como máximas absolutas, mas será que eles são realmente verdade? Foto: iStock, Getty Images

Mito 2: O bom vendedor precisa ser bom de papo

Ser bom de conversa pode ajudar a fechar um negócio ou outro. Mas, na maioria das vezes, o mais importante é saber escutar o comprador, entender seus motivos para a compra e suas necessidades.

Quando falar, o vendedor deve ter na ponta da língua respostas para as dúvidas dos consumidores sobre especificidades do produto, cores, modo de usar, etc.

Mito 3: Se você tem um bom produto, ele venderá naturalmente

Saber vender é essencial, não se engane. O consumidor só comprará se tomar conhecimento do produto e se acreditar que a mercadoria supre uma necessidade – mesmo se for meramente consumista.

Parece óbvio, mas muitos empresários não dedicam tempo suficiente às vendas. Por exemplo, uma pessoa faz um excelente bolo, que agrada familiares e amigos. Contudo, não irá longe se ninguém fora de seu círculo direto conhecer o produto. É vital desenvolver canais de venda e investir em divulgação.

Mito 4: Os três primeiros minutos são determinantes

Outro mito bastante difundido é que uma negociação é determinada pelos seus três primeiros minutos. Na verdade, mais importante que o contato inicial é a preparação. Como vimos no item 2, é vital para um vendedor saber ouvir seu cliente e responder perguntas.

Também é muito importante conhecer o comprador previamente. Por óbvio, isso é mais difícil no varejo. Mas, quando se trata de uma venda Business-to-Business (B2B), o vendedor – muitas vezes o dono do negócio – deve procurar conhecer de antemão o histórico de compras do cliente, quais são seus gostos, etc. Isso pode ser feito por uma conversa prévia à reunião de negócios ou até através de uma busca rápida no Google, LinkedIn ou Facebook.

Mito 5: O não do cliente é a palavra final

Logicamente, nenhum vendedor pode obrigar um cliente a fechar uma compra. Porém,  uma negativa inicial pode ser apenas o primeiro contato para uma compra futura.

Muitas vezes o vendedor se frustra quando perde meia hora tentando vender o produto para uma pessoa que deixa a loja de mãos abanando. Ele ainda pode se perguntar: o que eu fiz de errado? Contudo, se ele deu um bom atendimento, é bem provável que o consumidor se sinta motivado a voltar para o negócio em uma próxima oportunidade.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas:

Saiba como definir metas de vendas para seu negócio

Saiba como metas e funis de vendas podem aumentar os resultados

Confira 4 dicas para aumentar as vendas por telefone

Confira 5 dicas de vendas para melhorar os resultados da loja virtual

Entenda o que é previsão de vendas e quais elementos levar em consideração