Relações com a mídia: como montar uma boa estratégia de comunicação

Deixar um comentário

Todo empresário gosta de ver o nome da sua empresa publicado em um jornal, veiculado na TV ou naquele blog que todo mundo acessa, e sem pagar nada por isso. A mídia espontânea gerada por um bom trabalho de assessoria de imprensa pode melhorar a imagem da sua empresa, aumentar vendas e tornar sua marca referência na área em que você atua. Mas para ter esses resultados você precisa construir, estrategicamente, boas relações com a mídia.

relações com a mídia
Conteúdo editorial é muito diferente de anúncios publicitários. Foto: iStock, Getty Images

Por que cultivar relações com a mídia?

Antes de montar uma boa estratégia de relações com a mídia, convém esclarecer o que você deseja ganhar nesse processo. Melhorar as vendas? Aumentar sua participação no mercado? Tornar sua marca referência?

O seu objetivo vai determinar as suas estratégias e ajudará você a definir quais profissionais vão atuar nesse trabalho e quais assuntos você quer tentar emplacar em jornais e revistas através da sua assessoria de imprensa.

Para ter boas relações com a mídia, você também precisa ter em mente qual o público-alvo da sua empresa, ou qual você deseja atingir com determinada campanha. Daí vai surgir o conhecimento para elaborar um plano de mídia e definir em quais veículos de comunicação você deve focar sua estratégia.

Cuidado com as expectativas

Ao montar uma estratégia de relações com a mídia, você deve alinhar as expectativas do que você espera com o que realmente acontece ao contratar uma assessoria para lidar com jornalistas. Veja alguns pontos de atenção:

1. Editorial é diferente de publicidade

Conteúdo editorial é diferente de publicidade, e por isso não tem preço. Ter um veículo de comunicação falando da sua marca traz muito mais credibilidade à mensagem do que um anúncio pago. Leve em conta essa diferença fundamental ao conversar com um jornalista.

2. Assessor não é vendedor

A função de um assessor não é vender produtos, mas fazer sua marca e os valores da sua imprensa serem conhecidos. Da mesma forma, o jornalista do veículo no qual você quer inserir a sua marca não tem obrigação de falar da sua empresa.

3. Assessor não faz lobby

Como assessor de imprensa não é lobista, nada garante que você vá conseguir um espaço de mídia espontânea. Ele não pode pressionar jornalistas a falarem sobre sua empresa – e não é correto que haja troca de favores, ameaças e chantagens.

4. Repórter não é inimigo

Não tente fugir da imprensa. Se você quiser ter uma boa relação com a mídia, trate a imprensa com transparência e esteja disponível. Isso vale tanto para momentos positivos quanto para em cenários de crise – sempre tente inserir a sua versão da história nas notícias.

Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias. Não esqueça de compartilhar esse artigo com seus seguidores nas redes sociais.

Matérias relacionadas